segunda-feira, 6 de abril de 2009

Pessach (Páscoa) está à porta! Nesta semana, na quarta-feira à noite, estaremos nos reunindo para recontar a história do Êxodo. Este ano esperamos ter menos pessoas em nosso Sêder do que no ano passado, uma vez que estamos muito ocupados com tantas coisas que nos deixam sempre na correria. Na semana passada tivemos nosso julgamento, e apesar de sabermos que o Justo Juiz fará justiça e retidão para conosco, é muito estressante e caro apelar para a justiça. Este não foi um tribunal comum, mas sim a segunda instancia apenas um nível abaixo da suprema corte israelense. Talvez tenhamos que apelar para a suprema corte, e o faremos de cabeça erguida e com nossa confiança no Deus de Israel e Yeshua, nosso rabino, professor, mestre, salvador e muito mais!

O evangelho de Matheus começa com a história do nascimento de Yeshua, mas imediatamente muda o cenário para Páscoa, quando João Batista vê Yeshua vindo ao rio Jordão e exclama: “Vejam o Cordeiro de Deus que leva consigo os Pecados do mundo”! Imediatamente após identificar Yeshua como o Cordeiro de Deus, João O conecta com a história de Páscoa. Lendo Êxodo capítulo 12:1-6, podemos surgir com algumas questões lógicas e gramaticais. O texto diz: “...o guardareis até ao décimo quarto dia deste mês, e todo o ajuntamento da congregação de Israel o imolará no crepúsculo da tarde.”(Ex 12:6). No texto em hebraico o problema é bem mais evidente. Deixe-me mostrá-lo a vocês: Primeiro, a idéia que “TODA a congregação de Israel o imolará”. Como pode TODA a congregação de Israel imolar o Cordeiro Pascal? É impossível mais de uma pessoa ter a faca nas mãos para matar o cordeiro. Então, apenas algumas pessoas com treinamento adequado poderiam imolar o cordeiro da maneira bíblica Kasher. Segundo, a palavra hebraica para “O” (imolará) teria que ser no plural, pois haveria muitas famílias que imolariam cordeiros. Em outras palavras, haveria muitos milhares de cordeiros que seriam imolados no crepúsculo da tarde por muitos homens com facas afiadas, e não apenas UM cordeiro que TODO o Israel imolaria coletivamente, como o texto original afirma.

Agora, quando a Torá escreve alguma coisa que é logicamente ou gramaticalmente difícil de ser entendido, o Espírito Santo quer que “escavemos” um pouco mais fundo para acharmos a verdade. Então, o que seria este Cordeiro (no singular) que deveria ser imolado por toda a Assembléia da Congregação de Israel? Rashi, o grande comentarista judeu, faz uso de uma referencia antiga que afirma que “o mensageiro de uma pessoa é igual a pessoa que o enviou”. Ou seja, quando alguns homens eram especialmente designados para sacrificar o cordeiro sem mácula, eram como se TODO o Israel estivesse sacrificando o cordeiro, pois eles representavam a Congregação de Israel. Então, este cordeiro imolado por TODO Israel foi o mesmo cordeiro cujo sangue cobriu os umbrais das portas das casas dos israelitas que seriam salvos da morte dos primogênitos. É por isso que Yeshua é chamado de Cordeiro de Deus! Na verdade, o apostolo Paulo diz: “Lançai fora o velho fermento, para que sejais nova massa, como sois, de fato, sem fermento. Pois também Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi imolado. Por isso, celebremos a festa não com o velho fermento, nem com o fermento da maldade e da malícia, e sim com os asmos da sinceridade e da verdade.” I Co 5:7-8).

Este texto está relacionado com a Festa de Pêsssach, quando as mulheres judias se estressam limpando, limpando e limpando seus lares, até minutos antes dos primeiros convidados para o Jantar de Pessach chegarem. Este texto me diz duas coisas importantíssimas: A primeira é que Cristo é a nossa Páscoa – e isso significa que o Messias é nosso Cordeiro Pascal simbólico. A segunda coisa que aprendo com este texto é que não temos apenas que retirar o fermento de nossas casas, mas também nos esforçarmos para limpar o fermento da malícia e da maldade de nossas vidas.

Não faz diferença se você celebra o Sêder de Páscoa ou não, mas faz muita diferença se você se dispor a limpar a malícia e a maldade, substituindo-os pela sinceridade e pela verdade. Esta não é uma tarefa fácil, mas com o exemplo de Yeshua e com o poder do Espírito, esta não é uma tarefa impossível.

Estamos precisando de suas orações pois a maioria de nossos funcionários está terrivelmente cansada e frustrada com desafios bons e também ruins. Gostaríamos de fazer muitas coisas, como o pacote especial de Páscoa para os soldados do exército de Israel e a publicação da nova edição da revista Ensinando de Sião antes de Páscoa, mas não foi possível devido às muitas tarefas e desafios que enfrentamos no momento. Para a maioria das pessoas Páscoa é um feriado, mas para a nossa equipe Páscoa e outros feriados acabam sendo fontes de muito estresse. Pessoas que se comprometem a ajudar, a limpar e a cozinhar simplesmente não aparecem no horário ou não aparecem jamais. Assim, poucas pessoas acabam ficando com muito trabalho, e a maioria participa da Festa e volta para suas casas felizes sem nunca saber como é trabalhoso preparar uma festa para muitos. Por favor, orem por nossa congregação!

Existem tantos desafios que enfrentamos em Israel que só existem aqui. Por uma lado nós queremos ver a Restauração da fé e da vida da Igreja do Primeiro século. Queremos conhecer e entender o mundo de Yeshua e dos Apóstolos e estudar as raízes judaicas de nossa fé. Mas por outro lado não queremos ver pessoas se tornarem tão apegadas e atraídas por tradições judaicas modernas que acabem por negar sua fé em Yeshua. Para nós, abir mão de nossa fé em Yeshua é tão catastrófico quanto Esaú vender seu direito de primogenitura por um prato de sopa. Temos o Rei, Salvador e SENHOR, a Tora de Deus andando e falando em carne e em espírito. Seria muito triste retirar o Rei de seu trono e colocar uma tradição rabínica em seu lugar. Eu tenho visto isto acontecendo em Israel, antes de ter visto no Brazil, na Finlândia e nos EUA, e tenho feito todo o possível para manter os discípulos de Yeshua próximos de Yeshua e próximos de sua identidade Judaica sem abrir mão da fé em Yeshua ou dos ensinos dos Apóstolos. É possível e importantíssimo termos uma fé forte e inegociável em Yeshua, nosso Messias, e ao mesmo tempo cavar fundo para beber água limpa das fontes judaicas as quais nos ajudam a entender melhor os textos do Novo Testamento. Orem por nós!

Orem por Aggi, uma amiga que enfrenta o câncer, e por Dubi, uma velha amiga que também enfrenta esta doença. Levantamos a vida de Kathy, em Denver no Colocaro, Ruby, em Oklahoma e Paulo em Curitiba, Brazil. Sally é uma mulher de Israel especial, e também está com câncer. Em Jerusalém, temos que continuar nossas orações por Sarit, Tzvi e Sara, Miriam, Lea, Ahuva e Ilana, irmãs queridas de nossa Congregação em Jerusalém. Peço também a você que continuem orando pela cura de minha esposa Márcia e para que Deus mostre sua misericórdia para com minha filha Danah e minha neta na Califórnia.

Israel tem um novo governo com o Sr. Benjamin (Bibi) Netanyahu como primeiro Ministro e 33 novos ministros. É o maior governo que Israel já teve. Todos aqui oramos para que o nosso Deus use este governo para o bem e para a paz de nossa terra.

Há algumas famílias em nossa congregação que precisam de emprego e apoio financeiro. Temos feito o nosso melhor no Netivyah para dar suporte moral e financeiro a estas famílias, e gostaríamos de contar com as vossas orações pelos desempregados de Israel e dos EUA. Todos devemos orar por sabedoria aos nossos governantes e por aqueles que tomam decisões que afetam nossas vidas e as vidas de milhões de pessoas. Precisamos orar por esta “recessão” (ou seja lá o nome que você dê a esta crise) para que ela passe rápido da face da Terra, dando estabilidade à economia, o que resulta em liberdade para as pessoas. Medos de totalitarismos, os quais historicamente sempre sucedem crises financeiras, sempre ocorrem. Mas nós, como discípulos de Yeshua neste mundo, temos que “bater à porta de Deus” dia e noite para que Sua justiça e bondade prevaleçam neste mundo. A única Arca de Noé que temos hoje em dia é a comunidade dos Santos, a qual na nossa língua é chamada de “Igreja”. Levantemo-nos em nossas comunidades e permitamos que o Senhor e guia de nossas almas nos proteja e nos sustente em cada tarefa e propósito para qual Yeshua veio ao mundo: Procurar e salvar os perdidos!

Feliz Páscoa e Primavera para todos vocês do hemisfério norte! Feliz Páscoa e um maravilhoso outono para meus irmãos do Brasil e outros países do hemisfério sul.

Joseph Shulam