segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Lista de Oração de Jerusalém, 19 de janeiro, 2012

Por Joseph Shulam – a 33.000 pés no vôo 0001 da American Air Lines.

Na estrada novamente, assim como Willie Nelson! As últimas 72 horas foram dramáticas. Saímos de Tel-Aviv no vôo LY 0001 e na metade do caminho, sobrevoando o aceano atlântico, comecei a passar mal com uma forte dor na parte superior das costas e no peito, suando frio e sentindo um mal-estar geral. Os comissários de bordo chamaram um médico e um médico muito bom veio com um monitor de coração portátil, me fisgou, pegou o kit médico do avião e me examinou. Sua conclusão foi grave. Ele ordenou uma ambulância para estar esperando por mim na porta do avião quando chegássemos. E assim foi! Assim que pousamos no aeroporto JFK a polícia e os médicos estavam com duas ambulâncias esperando por mim. Fui colocado às pressas na ambulância e levado para o hospital Jamaica, em Queens, NY. Procedimentos de emergência, e alguns médicos paquistaneses e indianos muito gentis cuidaram muito bem de mim, e o primeiro diagnóstico deles foi que havia um coágulo de sangue, provavelmente, viajando através da minha aorta ou em meus pulmões. Por isso eu respirava com muita dificuldade. Barry, nosso filho, pegou um avião e veio para a cidade de Nova York para me ajudar e, especialmente, ajudar Márcia. Meu primo Nissim e sua esposa correram para o hospital também. Cada um estava pronto para ajudar. Barry enviou uma mensagem à minha lista toda e iniciou uma corrente de oração. Foi incrível o quão eficaz esta corrente de oração se tornou. Eu realmente acredito que havia uma cura divina acontecendo, logo que milhares de pessoas em todo o mundo começaram a orar por mim. Temos mensagens da África do Sul, Coréia, Japão, Israel, Brasil, Colômbia, Venezuela, Finlândia, Alemanha, Espanha, Portugal, Austrália, Bulgária, e até mesmo de alguns países árabes. As pessoas se mobilizaram e oraram por minha cura. Embora eu estivesse realmente me sentindo mal e tinha uma forte dor no meu peito e nas costas e na parte superior do abdômen, eu sabia que D-us iria me curar. Quando os médicos começaram a realizar os exames mais sérios, e as orações começaram a subir de todas as partes do mundo, a minha sensação começou a melhorar de forma dramática. Lá pelas 23:00 horas eu já estava me sentindo muito melhor e pronto para deixar o hospital, mas os médicos disseram que não podia voar de qualquer maneira uma vez que a companhia aérea colocou uma mensagem no meu boleto que eu havia tido uma emergência médica. Então, eu não tinha escolha, e fiquei no hospital. No dia seguinte desde cedo os exames continuaram, mas o mesmo aconteceu com as maravilhas de nosso Senhor e do Reino de D-us. De manhã, o diretor de engenharia do hospital veio me ver e orar comigo. Ele soube por sua cunhada que soube por outra pessoa. David Sedaka do Ministério Povo Escolhido veio para orar comigo. Um dos médicos chefe do hospital veio e disse que um dos tesoureiros e diretor do hospital ligou para ele e disse-lhe que cuidasse muito bem de mim e fizesse o melhor. O médico me pediu permissão para compartilhar as informações médicas com este diretor. Richard Glicksteing veio me ver no hospital. Meu telefone, o de Barry, e o de Márcia não paravam de tocar. Márcia e toda a minha família são muito gratos a todos vocês que estiveram orando por minha cura. A coisa toda não foi uma experiência fácil, e eu estive preso, e ligado a tubos e linhas, e monitores, mas o tempo todo eu senti a mão do Senhor sobre mim. A evidência médica saiu inconclusiva e os exames de stress, echo e scan saíram bons. Eu realmente acredito que D-us interveio. Eu acredito também que quando o Corpo do Messias está trabalhando, sendo o que deve ser, e sublinhando a unidade do Corpo inteiro através das linhas denominacionais, dos continentes e das raças, o poder liberado é verdadeiramente capaz de mover montanhas. Graças a D-us por Sua misericórdia e graça, e pela liberação da unção de cura, e acima de tudo graças a Ele por criar uma família tão maravilhosa que sabe amar, cuidar, orar, e servir o Rei e Seu Reino.

Todos nós devemos despertar e aproveitar o poder que D-us nos deu para orar uns pelos outros e mobilizar o globo todo e puxar as cordas do céu para mudar o mundo, renovar a igreja, renovar a visão, e mandar de volta os espíritos religiosos egoístas de falsos ensinamentos e divisão, espíritos de separação, fofocas, calúnias, acusações falsas, e de ignorância da Palavra de D-us que têm tirado muitas pessoas do Corpo do Senhor. Vamos todos trabalhar para a restauração da igreja, a restauração de Israel, a restauração da realeza e do Reino de D-us. Agradeço a todos vocês por entrarem por mim no céu orando por minha rápida recuperação. Não há danos permanentes no meu coração, ou pulmões. Vou me cuidar um pouco mais nos próximos dias, mas agora estou cheio de energia e de um novo zelo por fazer a vontade de D-us. Minha família agradece a todos vocês que oraram por minha cura. Sei que muitos de vocês pensam que eu sou especial, mas a verdade é que todos nós somos especiais e devemos realmente orar uns pelos outros por cura e aprender a bater, bater, bater, na porta do céu todos os dias por todos aqueles que sabemos que precisam da misericórdia, graça e cura de D-us. O poder de Dele está lá, disponível para todos e por todos, precisamos aproveitá-lo com mais freqüência por causas e feitos melhores uns para com os outros. A igreja do Senhor pode e deve envergonhar todos os ministérios e obras sociais do mundo e erguer bem alto o nome de Yeshua não como um símbolo religioso, mas como Boas Novas para a humanidade. Devemos ser nós mesmos as Boas Novas. Quando entramos em um lugar, mesmo que seja no hospital, quando estamos doentes e nos sentimos mal, em poucos minutos médicos e enfermeiros deveriam dizer: As Boas Novas chegaram. Não estou falando de trazer uma bíblia e começar a pregar, estou me referindo a estar sorrindo e dizendo uma boa palavra aos doentes ao seu redor, agradecendo aos médicos e enfermeiros que cuidam de você. Diga alguma coisa boa incentivando a todos quando você entrar na sala e em todos os quartos. As pessoas ficarão felizes em vê-lo e servi-lo. Bem, chega de pregação. Obrigado a todos e continuem orando por Márcia e eu, nossa família, e pelo trabalho do Netivyah e a congregação Roeh Israel em Jerusalém, e por cada lugar que iremos visitar nestas próximas seis semanas nos Estados Unidos e Brasil. Por favor, orem pela Sra. Hannah Kovner que vai viajar para a Holanda no domingo para ministrar na TWR da Holanda por uma semana. Por favor, orem por David Stern e Martha, que também irão viajar e se juntar a nós no Brasil. Orem por Victor E., que estará viajando para a França e se juntará a nós no Brasil. Orem por Barry e Beth Shulam que também estarão conosco no Brasil. Orem por todos os nossos queridos irmãos que estarão participando da conferência em Belo Horizonte, MG. Orem por toda a família de Marcelo Guimarães que estará liderando a conferência. Orem por nossos irmãos no Brasil. (se ainda não fez sua inscrição, acesse o site e saiba mais: www.congressorestauracao.com )

Temos irmãos queridos em Vitória, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Salvador, Amazonas, Uberaba, Porto Alegre, e outros lugares. A visão da Restauração está se espalhando e crescendo e todos nós precisamos nos mobilizar e agir como um exército pronto para a batalha protegendo e espalhando as Boas Novas que têm sido confiadas a nós. Isto é verdade não só no Brasil, mas em todo o mundo. Como o sonho do Faraó nos dias de José no Egito, os sete anos de vacas gordas estão chegando ao fim, e os sete anos de vacas magras estão a virar à esquina, é tempo agora de se preparar para esses sete anos de vacas magras, e eu não estou falando sobre finanças, trigo ou cevada. Estou falando sobre a igreja de nosso Senhor e do futuro da fé no D-us de Abraão, e em Yeshua, na face da Terra. Comecemos a orar uns pelos outros, pelos ministérios e famílias. Continuemos aprendendo a sacrificar-nos uns pelos outros, começando com o tempo, e também com o dinheiro, e dispondo-nos a maiores sacrifícios pelo povo de D-us, pelo Reino e pelo Rei.

Continuem a orar por todas as pessoas doentes que você conhece. Algumas das que conheço e concordaram em ter seus nomes mencionados são: Ahuva, Leah, Ilana, Sarit, Zvi D., Zvi e Sara, David S., David K., Merav em Jerusalém, Márcia S., Neryah. Nos Estados Unidos: Liz J., Ruby L. Na FinLândia: Tim Ucker, e Anna. No Japão: A família Ishiida, Sr. Abe, Sra. Sadako, e Sra. Watanabe. No Brasil: Paulo A.

Estou certo de que você conhece mais pessoas doentes e a minha lista não está tão longa no momento. Por favor, quando você orar pelos enfermos adicione todos aqueles que você conhece à lista.

Peço-lhes que orem pelo progresso do nosso projeto de construção. Estamos vendo este progresso a cada semana e é maravilhoso, mas com cada consultor e engenheiro, há grandes despesas envolvidas. Precisamos mobilizar o maior número de pessoas possível e se cada um ofertar o que pode não será suficiente para a construção. Este é realmente um teste da nossa fé e fidelidade. Não se trata apenas da questão de um edifício em Jerusalém e sim, do lugar e do futuro dos discípulos judeus de Yeshua nosso Messias na terra de Israel. Este edifício tem implicações muito acima e além da questão de espaço, cimento, e conforto para um grupo de discípulos de Yeshua no século XXI. Por favor, orem a respeito disso e perguntem a D-us qual será a sua parte neste grande desafio.

O Nativyah tem sido fiel durante muitos anos e com pouco tem feito muito. Temos uma equipe muito dedicada de jovens trabalhando e se sacrificando pelo Reino de D-us. Estamos fazendo transmissões de rádio todos os dias, alimentando os pobres e necessitados judeus e árabes de Jerusalém, publicando livros e materiais que são especiais e de alto padrão, e sendo a Boa Notícia em uma cidade cheia de más notícias. Acho que é importante para vocês participarem da obra de D-us em Jerusalém.

Em apenas algumas horas estaremos desembarcando em Los Angeles. Noaam, nossa neta na Califórnia está realizando alguns exames médicos hoje. Por favor lembre-se dela em suas orações, para que os resultados saiam negativos.

Orem por todos aqueles que vocês conhecem e precisam de trabalho, apoio financeiro e ajuda social. Em Israel, oramos por Jonathan, Laural, Victor, L. David, Manalush, Shaul, Sonia, e Ammikam. O Netivyah está fazendo tudo o que pode e temos usado quaisquer fundos que temos para ajudar, mas é tudo muito limitado e somente D-us pode prover ajuda para todos.
Vou parar agora e desejo a todos um Shabat maravilhoso e um bom descanso.

Joseph Shulam