segunda-feira, 23 de julho de 2012

Lista de Oração de Jerusalém, 19 de julho, 2012


Joseph Shulam do Sul da Califórnia

A notícia de Israel é que um ônibus cheio de turistas israelenses foi bombardeado em Burgas, Bulgária. Uma vez que a Turquia tem sido bastante dura e insensata com Israel e desde que tenha havido várias ameaças à segurança contra alvos israelenses na Turquia o turismo se deteriorou entre a Turquia e Israel. Alguns anos atrás, a área de maior conflito para turistas israelenses era a costa sul da Turquia. No entanto, por causa da situação política os turistas de Israel pararam de visitar a Turquia e mudaram para a costa de ouro da Bulgária em Varna e Burgas. Hoje, um ônibus cheio de turistas israelenses foi bombardeado em Burgas e há pelo menos sete mortos e perto de 30 ficaram feridos, provavelmente, por um fundamentalista islâmico associado ao Hamass, ou uma das organizações terroristas do Hezbollah. A exportação da guerra do Oriente Médio para a Europa é uma das questões mais perigosas que precisa da atenção de Deus e do mundo todo. Os Estados Unidos já pagou um preço alto em 11 de setembro de 2001, quando quatro aviões foram seqüestrados por terroristas islâmicos e mataram milhares de pessoas nas Torres Gêmeas do World Trade Center em Nova York, Washington DC, no Pentágono e no avião que caiu na Pensilvânia. Na verdade, a qualquer momento que alguém está voando e passando por um aeroporto em qualquer lugar do mundo, ele deve lembrar que o Islã está em guerra com o mundo e especialmente com o Ocidente e com o cristianismo e o judaísmo. Deveria estar claro agora para quem tem um cérebro que esta guerra não é por causa de terra, ouro, ou algum elemento tangível pelo qual o homem luta em guerras normais. Esta é uma guerra muito antiga, entre o mundo islâmico e o cristianismo. É a mesma guerra que Salah El-Din lutou contra os cruzados. É a mesma guerra que Jefferson e os Estados Unidos lutaram contra os piratas de Barberry. Jefferson, o presidente dos Estados Unidos foi a Paris para negociar a paz com eles e seus líderes recusaram a paz que os Estados Unidos haviam oferecido a eles e disseram que o que eles querem é que a América se converta ao Islã. Jefferson enviou os fuzileiros navais contra eles e os destruiu em suas bases em Trípoli, Líbia. É por isso que no Hino da Marinha diz “dos salões de Montezuma às praias de Trípoli”. O problema é que Jefferson não é o presidente dos Estados Unidos agora. Se o mundo não condena os terroristas e o terrorismo e a violência contra civis inocentes nos termos mais fortes possíveis isto vai continuar e devorar ambos - os terroristas e suas vítimas. Israel precisa de sua oração e os árabes também e, todo o Oriente Médio precisam de suas orações. Eu sempre oro para que Deus nos dê a vitória sobre os nossos inimigos à Sua maneira, e livre-nos como seres humanos e como a família de Abraão, nosso Pai, de ter que lidar com este mal. Oramos a oração do Senhor: “Livra-nos do mal e não nos induzas à tentação”. Aquele que fez todas as coisas e dá vida a todas as Suas criaturas livra-nos a todos do flagelo de extremistas islâmicos e dos terroristas islâmicos. Cristãos de todo o mundo deveriam entender que o terrorismo islâmico não é apenas contra Israel. Se você simplesmente olhar para o mapa do mundo, e ver onde estão espalhadas as áreas de conflito, as guerras e a morte, você verá que o mapa fala por si só. Na Síria, você tem o presidente Assad matando mais de 15.000 pessoas em poucos meses. Estes são os seus próprios cidadãos, árabes, mulçumanos, membros do seu próprio exército, mulheres e crianças. Você vê a mesma coisa no Egito, Líbia, Iêmen, Kuwait e Tunísia. Mais de 200 cristãos foram mortos inocentemente no Egito desde a queda do presidente Mubarak. Três igrejas foram bombardeadas e queimadas no Egito. No momento em que um povo entra no labirinto do terrorismo e pensa que o terror é uma solução para os problemas sociais e políticos – nesse mesmo momento Satanás está no controle dessas pessoas. Por esta razão peço-lhes que orem não somente por Israel, mas por todo o problema do terrorismo islâmico e qualquer outro que assedia o nosso mundo e o futuro da civilização. Os cristãos nos Estados Unidos da América têm de acordar do aconchego de seu inverno e levantar a voz da sanidade e da razão e fazer como nossos 1.000.000 de afro-americanos que marcharam forte em Washington em um protesto organizado, pacífico, alto e visível.  Os direitos da maioria cristã foram vilipendiados nos Estados Unidos e as Igrejas têm mantido silêncio e permitido que isso acontecesse. Se você acha que esta tendência e a deterioração da sociedade e dos princípios e ética bíblicos no Ocidente vai parar sem grande esforço e sem sacrifício, você terá um dia um choque ao despertar e se achar um derrotado desprovido de qualquer dos seus direitos mínimos. Lembre-se da lei bíblica dada por Deus a todo o mundo. Aqueles que abençoarem a semente de Abraão serão abençoados... Não há necessidade de continuar a citação a realidade fala por si só. Orem, orem, e orem – e jejuem e orem de novo ao Bom Senhor para nos ajudar a exaltá-LO aos olhos de todas as nações. Esta é a única maneira que essa onda de terrorismo internacional vai parar. Coloque os princípios e o ensino de Yeshua, e Ele em pessoa, diante do mundo de uma maneira clara, e permita que o mundo faça a escolha mais uma vez. Será que o mundo vai escolher novamente Barrabás, o terrorista, ou o Messias Filho de Daví? Este é o mais forte apelo evangelístico que eu conheço para os incrédulos de hoje em todo o mundo. Ele não é aplicável somente às questões globais, é aplicável também aos nossos problemas pessoais e às nossas comunidades. Ponha-o para funcionar. A parte mais poderosa das Boas Novas (o Evangelho) é o ensino de Yeshua, e esta é uma das partes menos utilizadas dos Evangelhos.

Por favor, continuem orando por nós, pelo Netivyah e pelo nosso ministério em Israel e em todo o mundo. Ainda estamos orando e esperando que o Senhor responda a nossa necessidade. Fomos informados por nossos arquitetos e engenheiros que em poucas semanas terminaremos todo o trabalho e poderemos começar a construir.  Ainda estamos necessitando de pelo menos 1.500.000 dólares.

Por favor, continuem orando por Udi, nosso querido irmão em Jerusalém que está lidando com o câncer. Orem por Ruby, nossa querida irmã, que agora está sozinha resolvendo seus problemas de saúde. Orem por nossa irmã Liz, na Geórgia, que está lidando com alguns problemas de saúde. Continuem a orar por nossos irmãos em Israel, Ahuva, Leah, Ilana, Sara, Zvi L. e Zvi D., David S., David K., Sarit, Tania, e Márcia. Na Finlândia, precisamos manter o nosso querido irmão Tim Tucker em nossas orações. Fiquei triste porque, enquanto estive lá, em junho, não me foi possível viajar para Kopio e visitar o meu professor e amigo Tim. No Brasil, precisamos continuar orando por Paulo. No Japão, precisamos continuar orando por Shoko, e a família Ishiida, e a Sra. Sadako, e todos os que buscam o Senhor e sofrem de alguma enfermidade. Peçamos a Deus para curar a todos os nossos irmãos em todo o mundo e dar a cada um o testemunho positivo do poder de cura de Suas mãos.

Peço-lhes que continuem a orar por Danah e Noaam. Ambas têm necessidade de um toque divino de cura e de terem relatos positivos de coisas boas que Deus tem para elas.

Estamos orando por aqueles em Israel que recebem alimentos do Netivyah. Precisamos aumentar o número de refeições que distribuímos, porque a necessidade está aumentando.

Precisamos trabalhar em nossas apresentações de mídia na internet.

Precisamos trabalhar na publicação de livros e literatura que publicamos.

Precisamos que Deus abençoe nossos filhos e proteja aqueles de nossa comunidade que estão servindo no Exército israelense.

Temos plena confiança de que nosso Senhor ouve as nossas orações e as responde e, pedimos-lhe para se juntar a nós nessas orações.

Estou encurtando esta carta porque tenho que pegar logo a estrada e viajar para ensinar no deserto da Califórnia.

Deus abençoe a todos e cumpra todas as Suas promessas para com vocês e para com todos nós ao redor do mundo.

Joseph Shulam