quinta-feira, 23 de agosto de 2012


Lista de Oração de Jerusalém, 15 de agosto, 2012.

De Belo Horizonte, Brasil – Joseph Shulam


Ontem à noite eu cheguei a Belo Horizonte, Brasil. Hoje eu vi o Museu da Inquisição, que o nosso irmão Marcelo construiu. Ele é verdadeiramente uma testemunha para dois principais temas que compõem a nossa história como judeus e como cristãos. O Museu é um monumento a dois fatores principais que têm ligado a história da relação entre a Igreja e Israel. Esses fatores são mais bem descritos na Hagadá da Páscoa: “Em cada e toda geração eles se levantam contra nós para nos destruir. E o Santo, bendito seja Ele, nos resgata de suas mãos”. Não só a Igreja Católica, mas também as igrejas protestantes, ortodoxas e os mulçumanos, todos têm feito o seu melhor dentro de suas possibilidades para acabar com a nação judaica por todos os meios possíveis. Um dos piores capítulos da história chamada “cristã” é de fato o capítulo das inquisições, Espanhola e Portuguesa. Estas duraram mais de três séculos e trabalharam sistematicamente para se livrar dos judeus ou por conversão forçada ou pela queima na fogueira e por torturar até a morte os que foram acusados de serem Judaizantes. Judaizantes eram aqueles que foram forçados a se converter ao cristianismo e depois disso participavam ou praticavam algum rito judaico, como acender velas na noite de sexta ou usar roupas limpas após tomarem banho na sexta-feira. Este Museu que estamos inaugurando é o primeiro deste tipo, e no início a comunidade judaica no Brasil o rejeitou e não quis participar. Depois que olhou e viu a mensagem que este museu está enviando ao mundo a liderança da comunidade judaica também entrou no vagão e vai participar. O mais surpreendente é que a Universidade Católica do Brasil também vai participar e apoiar este museu.

A história não pode ser enterrada. A injustiça histórica não pode ser silenciada. A maneira como Deus disse a Caim: “O sangue de teu irmão está gritando da terra”. Ele vai continuar a gritar e proclamar a injustiça cometida contra o povo judeu por aqueles que se chamavam cristãos.

Porque é importante que as pessoas saibam o que a Igreja Católica fez com os judeus nos séculos XIV-XVIII? A razão é muito simples. Primeiro, o conhecimento dessas atrocidades pode ajudar a Igreja Católica a se arrepender e uma parte do arrependimento deve ser a restituição da dignidade ao povo judeu e aos descendentes das vítimas da Inquisição. Em segundo lugar, a mensagem que um arrependimento sincero pode enviar ao povo judeu. Minha família me rejeitou quando aceitei Yeshua como o Messias. O motivo não foi porque eles eram religiosos, mas porque para eles o cristianismo era considerado o inimigo! Para a minha mãe, quando eu passei a crer em Yeshua me uni ao inimigo de Israel. Esta atitude é ainda muito difundida entre os judeus do mundo inteiro. A única maneira de mostrar à nação judaica que este ódio não é real e não é verdadeiro é fazendo duas coisas: 1) Demonstrar amor ao povo judeu, ao judaísmo, e ao patrimônio judaico. Demonstrar valorização ao que o povo judeu tem feito para o mundo. 2) Aceitar os judeus e os discípulos judeus de Yeshua como irmãos, sem acusação de ser judaizantes toda vez que comerem um picles kosher.

Em 1975 “Falai ternamente a Jerusalém”, foi publicado pedindo as Igrejas cristãs para fazerem pelos seus irmãos judeus como os líderes da Igreja fizeram no livro de Atos, capítulo 15. Os gentios no Corpo do Messias devem publicar uma declaração oficial que afirma claramente que os judeus que aceitam Yeshua como o Messias podem e devem continuar seu estilo de vida judaico e observar os mandamentos e tradições de seus antepassados. A organização Rumo ao Concílio de Jerusalém II, foi iniciada há mais de uma década atrás, com objetivos semelhantes, mas não avançou muito em direção o esse objetivo. Na verdade transformou-se em um tipo de desculpa ecumênica judaico-messiânica, protestante, e católica. A abertura e dedicação do Museu da Inquisição em Belo Horizonte, Brasil, na verdade é uma lembrança muito marcante e realista do que os cristãos têm de se arrepender. Os instrumentos de tortura que foram copiados e reproduzidos em tamanho real e as obras de parede expostas neste museu são como um monumento sem palavras da relação entre judeus e cristãos durante muitos séculos. Os ministérios Netivyah, ABRADJIN, e Ensinando-de-Sião têm a profunda convicção de que este Museu será uma ferramenta e um catalisador para aumentar a conscientização a respeito destas atrocidades cometidas contra os judeus pela Igreja de Roma.

A história não perdoa e nunca esquece! A única maneira de o povo judeu se abrir para Yeshua e para aqueles que se dizem discípulos de Dele (cristãos) é vendo uma confissão massiva e sincera, um arrependimento sincero e uma tentativa verdadeira de restituição da dignidade e de compensação para com Israel e o povo judeu.

Agora a boa notícia. Se você entrar em nosso site www.netivyah.org  e olhar o projeto de construção, verá um milagre. A soma das contribuições enviadas para o projeto de construção subiu para 1,8 milhões. Estamos perto da marca de 2 milhões. Deus realmente tem feito milagres, mas Ele não transformou água em vinho, Ele usou pessoas – pessoas maravilhosas que amam Deus, Seu Reino, Israel, e o ministério Netivyah. Abençoamos todas as pessoas que  contribuíram e aquelas que fizeram tão grande sacrifício para fazer a construção deste prédio da primeira Sinagoga dos Discípulos Judeus de Yeshua em Jerusalém chegar mais perto de se tornar realidade.

Os primeiros fundos importantes que vieram para a construção em Jerusalém foram inicialmente de uma senhora, idosa, que subiu ao pódio na Igreja Onnuri durante um de meus seminários de ensino e entregou um envelope contendo 1000 dólares. Ela disse que, se 2000 pessoas dessem mil dólares cada uma, seria suprida a quantia  necessária para a construção. A segunda doação veio de uma pequena Igreja em Seul, na Coréia, que pediu a seus membros que jejuassem o almoço por 40 dias e doassem o dinheiro para a construção em Jerusalém. Esta igreja chamada NewLife realmente jejuou 40 dias e levantou 50.000 dólares para a construção. Estes são todos atos da providência divina. Esta última doação que o Netivyah recebeu de uma fonte anônima é também um ato providencial de Deus usando pessoas que amam a Ele,  a Seu Reino, e ao povo judeu. Que Deus cumpra suas promessas a todos aqueles que abençoam Israel.
“De ti farei uma grande nação, e te abençoarei, e te engrandecerei o nome. Sê tu uma bênção! Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra” (Gn 12:2-3).

Alguns, poucos, cristãos não-judeus que foram influenciados pelo cristianismo e por doutrinas denominacionais rejeitam esta promessa e dizem que ela é do Antigo Testamento e que não é para hoje. No entanto, isso é tolice, porque esta promessa não foi dada à nação de Israel, e sim, ao nosso pai Abraão, e ela faz parte da aliança abraâmica. Toda a relação de fé e eleição está baseada na aliança  Abraãmica e não na aliança dada por Deus a Israel no Monte Sinai. Eu abençôo a todos vocês que contribuíram financeiramente para com Israel através do Netivyah e a todos aqueles que ainda irão contribuir com esta bênção Abraâmica que tem sido comprovada em milhares de anos na história.

Ainda estamos em grande necessidade para a construção. Como em quase todos os projetos de construção o custo das coisas está subindo e ainda necessitamos de apoio e contribuições para o edifício. Por favor, continue a abençoar o projeto de construção do Netivyah e dê toda a sua colaboração para suprir o restante de fundos necessário para o mesmo.

Temos alguns obstáculos legais para transpor agora. Entre esses obstáculos está o que fazer com as duas lojas que estão sob o que é chamado de “luvas” ou “arrendamento protegido” e não podem ser extintos sem compensação. Por favor, orem para que o Senhor abra os corações destas pessoas e que tenhamos os recursos para pagá-las e liberar estas lojas para o uso do Netivyah.

Está todo mundo agitado e preocupado com as ameaças do Irã contra Israel. Normalmente, eu não escrevo muito sobre a situação política em Israel. Não se preocupem Deus ainda está no controle e todas as Suas promessas serão cumpridas. Israel não atacará o Irã, pelo menos não em um futuro próximo, nem os Estados Unidos atacarão o Irã desde que tem a guerra no Iraque e no Afeganistão se armando. Vamos todos concentrar em oração para o Reino de Deus avançar e produzir frutos.

Todos nós precisamos orar para as Boas Novas se espalharem e trazerem as pessoas à fé. Isso não vai acontecer se a Igreja ficar esperando que seus “pastores” e “evangelistas” façam este trabalho. Cada um de nós é um representante de Deus e irmão de Yeshua e se você tem uma mensagem para compartilhar na qual realmente acredita e está entusiasmado a respeito – você vai compartilhá-la e ela vai se espalhar e produzir frutos para o Reino de Deus. As pessoas reclamam mesmo em nossa congregação em Jerusalém que não há evangelismo suficiente acontecendo e é verdade, mas a responsabilidade não está sobre o ministro ou o Ministério da Juventude, ela está sobre os membros. Isto é verdade em toda congregação. Os membros são aqueles que estão lá fora no mercado, que encontram as pessoas, que têm que levar a mensagem a todo lugar e aproveitar cada oportunidade para compartilhar com alegria e felicidade o que Deus fez, tem feito, e pode fazer pela geração perdida que está morrendo. Vamos todos orar para que a glória de Deus se manifeste em todos os membros de nossas congregações e que Deus mantenha a chama e o zelo pelas Boas Novas Dele queimando em todos os nossos corações.

Chegamos à oração pelos enfermos entre nossos amigos e irmãos: Gostaria de mencionar em primeiro lugar uma irmã muito querida e dedicada na Geórgia, Liz. Temos orado e precisamos continuar orando por ela. Ela passou por uma cirurgia há alguns meses e agora  tem de repetir a cirurgia. Ela mora sozinha e precisa de amigos e irmãos para cuidar de suas necessidades, enquanto está doente e vai novamente para a cirurgia. Eu oro para que os médicos tenham sabedoria e experiência de ouro para fazer a coisa certa e abençoar Liz com mais saúde e cura total.

Por favor, continuem orando pelo Sr. Goh See Hong de Singapura, pela família Ishiida, Sra. Sadako San e Shoko San, do Japão. Orem também por minha família, Danah, Noaam, Barry, Beth, Joey, e os pais de Márcia.

Continuem a orar pelo Dr. Tim Tucker e por Ruby nossa querida irmã. Orem por Paulo no Brasil que está precisando de cura divina para suas emoções.

Em Jerusalém, temos nossos queridos irmãos anciãos que precisam de cura e restauração da saúde física: Ahuva, Leah, Ilana, Sara, Zvi L., Zvi D., David S., David K., Sarit, Ludmila, Alina, e Tania. Ouvi dizer que Naama novamente não está bem de saúde. Naama é uma querida irmã de nossa congregação que tem tido muitos problemas por causa de seus maus antecedentes e mau estilo de vida que deterioraram sua saúde.

Visite o site do Netivyah, leia, veja o que estamos fazendo e encontre maneiras de como você também pode participar. (www.netivyah.org)

Preciso de orações por mim e especialmente por Márcia durante este período em que estamos viajando muito. Danah minha filha e Noaam continuam orando e buscando a Deus por uma dispensação especial de Sua graça e amor para estas duas muito dedicadas seguidoras de Yeshua nosso Messias.

Peço-lhes que orem pelas pessoas que necessitam de emprego e bênção financeira. Deus é o provedor de todos nós e não há porque não LHE pedirmos para suprir as necessidades de nossos irmãos: Tomi San, Jonathan e Robin, Laurel, Victor e Yael, Dan e Hadara, Naama, e Noah.

Por favor, orem pelo projeto Anussim/Marrano. A questão da Aliah e do retorno do povo judeu à terra de Israel é uma questão fundamental para a própria sobrevivência do Estado de Israel e para a realização das promessas de Deus pela boca dos profetas do passado. Estamos trabalhando em prol da restauração desses judeus perdidos, pela sua volta ao aprisco de Israel, e sem suas orações e apoio o fardo seria grande demais para qualquer um de nós.

Orem pelo nosso irmão Marcelo no Brasil que está trabalhando arduamente para obter o Museu pronto para a cerimônia de dedicação no domingo. Orem por sua família e sua saúde.

Entre no seguinte link e veja o que eles têm feito e louvem ao Senhor conosco por esta grande visão e projeto:


Deus esteja com todos vocês e os abençoe de acordo com Suas promessas a Abraão, Isaque e Jacó!

Obrigado a todos por suas orações e apoio.

Joseph Shulam

P.S. – Eu estou planejando agora a viagem para o Extremo Oriente. Vou começar a viagem logo após o feriado bíblico do mês de Tishrey.  Ainda preciso levantar fundos para a construção e espero que sejam fundos suficientes para comprar de volta as duas lojas na parte inferior do nosso prédio que estão em “luvas”, como arrendamento protegido.