sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Após um longo período de seca, a chuva desce sobre Israel




            Uma chuva bem-vinda encharcou Israel nessa quinta-feira, trazendo um fim à seca que castigou Israel neste outono.
           
            A chuva, que veio acompanhada de fortes ventos e baixas temperaturas, é esperada para durar até sábado pela manhã. Apesar de boa parte do país ter experimentando quase que um dilúvio na quinta-feira, a parte sul de Israel, na região do deserto do Neguev, estava sofrendo forte poluição devido a uma tempestade de areia.

            As condições atmosféricas severas foram causadas por uma corrente de ar superior que se deslocava de Chipre para a Síria, disse o chefe do departamento do Serviço de Meteorologia de Israel, Dr. Amos Porat, ao Jerusalem Post. Uma calha meteorológica apresenta baixa pressão atmosférica, ao contrário de um cume, que apresenta alta pressão atmosférica.

            “Esta é uma corrente regular do sistema de inverno e por isso podemos esperar uma distribuição normal de chuvas, com o norte e centro de Israel recebendo grandes quantidades e o sul recebendo menores quantidades de precipitação”, disse Porat.

            “A chuva deve durar até sábado pela manhã”. Em apenas algumas horas de chuva na quinta-feira, o Kineret (Mar da Galileia) subiu um centímetro, indo para 218,83 metros acima do nível do mar, relataram as autoridades do departamento de água. Apesar disso, o lago ainda está 5,03 metros abaixo de sua capacidade total.

            Cerca de 20-30mm de chuva caiu nas montanhas da Galileia e do Golan, com aproximadamente 40mm no cume do monte Hermon. O Resort de esqui do monte Hermon reportou a queda de neve em seu local de recreação, que já está fechado para visitas na sexta por causa das condições climáticas severas esperadas.

            Apesar da chuva ter encharcado as partes norte e central de Israel nesta quinta, o Ministério de Proteção Ambiental alertou para os efeitos prejudiciais da tempestade de areia que ocorre simultaneamente na região sul do país.
           
            Lá, o ministério enfatizou que residentes vulneráveis, como aqueles com doenças do coração e pulmão, idosos, grávidas e crianças devem permanecer em casa durante a tempestade.

            Para as áreas de Israel que receberam chuva na quinta, o clima de inverno foi uma trégua bem-vinda dos meses de seca.  


            Fonte: JPost