terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Presente de despedida de Obama – 221 milhões de dólares para os palestinos


              Ele não conseguiu afinal ajudá-los a declarar seu próprio Estado, mas o ex-presidente Barack Obama deu um presente de despedida significativo  aos árabes palestinos.
              Apenas horas antes de entregar a Casa Branca ao presidente Donald Trump, Obama emitiu uma ordem executiva liberando 221 milhões de dólares dos fundos dos contribuintes americanos para a Autoridade Palestina.
              O dinheiro tinha sido separado como parte de um projeto de orçamento que incluía o financiamento para a Autoridade Palestina via USAID.
              Mas os Republicanos do Congresso bloquearam a transferência após a liderança palestina buscar o reconhecimento de seu Estado por várias entidades internacionais, violando os acordos assinados com Israel.
              Os legisladores do Partido Republicano argumentaram que a Autoridade Palestina criou obstáculos à paz e que o governo dos Estados Unidos, que havia negociado os acordos acima mencionados, deve responsabilizar os palestinos por isso.
              Mas as violações de paz da Autoridade Palestina nunca foram uma grande preocupação para Obama.
              Seu presente de despedida aos palestinos foi visto como um ato final de apoio oficial à campanha contra Israel, bem como um repúdio às políticas de paz no Oriente Médio do presidente Donald Trump.

              Fonte: Israel Today