terça-feira, 2 de maio de 2017

UNESCO aprova resolução rejeitando a soberania de Israel sobre Jerusalém


              Uma resolução anti-Israel foi aprovada nesta terça-feira, após 22 países votarem a favor, enquanto apenas 10 se opuseram; 23 países se abstiveram de votar e representantes de três países não compareceram à votação.
              Antes da votação, o Primeiro Ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, fez um pronunciamento contra a organização pertencente à ONU. “ Não existe outra nação no mundo para qual Jerusalém é tão santa e tão importante, quanto para o povo judeu, embora hoje, uma discussão da UNESCO tentará negar essa simples verdade”, disse ele durante o Concurso Bíblico Internacional, em Jerusalém. “Nós não reconhecemos a UNESCO. Acreditamos na nossa verdade, que é a verdade.”
              A resolução, que foi elaborada e submetida por palestinos, afirma que todas as ações de Israel em Jerusalém como autoridade governamental são ilegais e condena Israel por não cumprir com as outras resoluções aprovadas pela organização.

              Fonte: Jerusalem Online