terça-feira, 13 de março de 2018

Netanyahu está programado para vir ao Brasil em junho/2018


O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu deverá fazer uma visita histórica ao Brasil em junho, o embaixador em Brasília, Yossi Shelley, disse ao Jerusalem Post nesta terça-feira, depois que Netanyahu se encontrou com o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes. Desde que Netanyahu visitou a Argentina, a Colômbia e o México em setembro do ano passado, nenhum primeiro-ministro israelense havia estado na América Latina. Netanyahu tem falado sobre uma visita ao Brasil por meses, e Nunes o convidou formalmente durante a reunião.
                Shelley disse que Netanyahu aceitou o convite, mas condicionou-o à atualização do acordo comercial entre os dois países, que deverá ser concluído até então. Netanyahu, segundo o gabinete do primeiro-ministro, expressou o desejo de melhorar a cooperação bilateral e disse que Israel está muito interessado em laços com o Brasil e acredita que eles têm um grande potencial.


                A visita de Nunes é um sinal de um aquecimento significativo dos laços entre os dois países, que começou quando o presidente Michel Temer assumiu o cargo, em agosto de 2016, depois que sua antecessora, Dilma Rousseff, foi acusada e removida do cargo.
                Tanto o mandato de Rousseff quanto o de seu antecessor, o presidente Luiz Inácio "Lula" da Silva, foram marcados pela tensão com Jerusalém que atingiu o pico quando o Brasil se recusou a aceitar a nomeação de Netanyahu de Dani Dayan como embaixador de Israel, porque ele era um ex-líder de assentamento que morava além da Linha Verde.
                “Esse assunto são águas passadas”, disse Shelley.
                Enquanto o ministro das Relações Exteriores do Brasil, José Serra, veio em Israel brevemente para o funeral de Shimon Peres em 2016, esta é a primeira visita de trabalho de um ministro das Relações Exteriores brasileiro desde 2010, quando Lula veio acompanhado de vários membros do gabinete, incluindo o ministro das Relações Exteriores.
                Nunes é o oficial brasileiro de maior ranking a visitar Israel desde então. Após um longo período de quase nenhuma visita de alto nível do Brasil, houve quatro visitas ministeriais desde que Temer assumiu o cargo.
O ministro da Ciência e Tecnologia, Ofir Akunis, está programado para viajar para o Brasil na quarta-feira, fazendo-o - de acordo com Shelley - o primeiro membro do gabinete israelense a visitar o Brasil em quatro anos.
O Brasil realizará as eleições em outubro e - de acordo com Shelley - cada um dos principais candidatos seria tão disposto a reaproximar de Israel como Temer, o que significa que os laços entre os dois países deverão continuar a se fortalecer.
Shelley disse que o Brasil, como a Índia, a China e a Rússia, está interessado em aproveitar os conhecimentos tecnológicos e agrícolas de Israel, especialmente porque a agricultura é uma grande parte da economia brasileira, e o país enfrenta um grave problema de água no nordeste.
Além de conhecer Netanyahu, Nunes também se encontrou com o presidente Reuven Rivlin e disse que sua visita foi feita para "reafirmar nossa amizade e cooperação em uma série de questões. Poderíamos estar fazendo muito mais. "
Durante sua visita, Nunes também viajará para Ramallah para reuniões com funcionários palestinos.