sábado, 3 de outubro de 2009

Há ESPERANÇA – GILAD SHALIT está VIVO!

Hamás entrega vídeo datado de 14 de setembro em troca da libertação por parte de Israel de 20 prisioneiras palestinas.

O soldado do exército israelense, Gilad (lê-se Guilád) Shalit, foi seqüestrado em junho de 2006 por militantes ligados ao Hamás quando patrulhava a fronteira com Gaza próxima a sua base militar. Hamás e Israel estão em negociação deste então em prol de sua libertação, sendo mediados pela Alemanha e Egito.

O vídeo abaixo foi entregue pelo Hamás e filmado em 14 de setembro de 2009, em troca da libertação de 20 prisioneiras palestinas. Segue-se a baixo o vídeo e sua respectiva transcrição em português:


“Meu nome é Gilad, filho de Aviva e Noam Shalit, irmão de Hadas e Yoel, os quais vivem em Mitzpe Hila. Meu número de identidade é 300097029. Hoje é segunda-feira, 14 de setembro de 2009. Como vocês podem ver, estou segurando em minhas mãos uma edição de hoje do jornal Palestino publicado em Gaza.

(close no jornal para que a data se torne visível)

Leio jornais em busca de informações a meu respeito. Espero encontrar informações indicando que minha libertação e retorno ao lar está próximo. Tenho esperado e ansiado por um longo tempo pelo dia de minha libertação.

Espero que a atual administração de Binianim Netaniahu não perca esta oportunidade em alcançar um acordo para que eu possa realizar meu sonho de ser liberto.

Quero dar lembranças a minha família e dizer a eles que eu os amo e sinto muito a falta de todos, orando pelo dia em que nos encontraremos novamente.

Papai, Yoel and Hadas: vocês se lembram no dia em que vocês vieram me visitar em minha base nas planícies do Golan no dia 31 de dezembro de 2005, a qual, se não me engano, se chamava Revaiyah Bet? Fizemos uma excursão pela base e vocês bateram uma foto minha em cima de um tanque Merkavá e uma outra próximo a tanques velhos na entrada da base. Então fomos a um restaurante em uma das vilas drusas e, no caminho, tiramos fotos à beira da estrada com o monte Hermon coberto de neve ao fundo.

Quero dizer-lhes que me sinto bem em termos de saúde, e que o Mujahidin, da Brigada Iz AL-Din AL-Qassam estão me tratando maravilhosamente bem. Muito obrigado e até logo."

(Gilad se levanta rapidamente e o vídeo termina)
Fonte: Jornal Israelense HAARETZ

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

INACREDITÁVEL ANTISSEMITISMO NA RADIO GLOBO DE HONDURAS
DIRETOR DE RÁDIO ZELAYSTA ACUSA OS JUDEUS DE TRAMAR CONTRA ZELAYA E LAMENTA, NO AR, "QUE HITLER NÃO TENHA CUMPRIDO SUA MISSÃO HISTÓRICA"

Se vocês clicarem aqui <http://vimeo.com/6825710> , terão acesso a um vídeo em que poderão ouvir a voz de David Romero, diretor da rádio Globo, que apóia Manuel Zelaya. É aquela rádio que sofreu intervenção do governo interino, acusada de incitar a violência, e que deixou os bolivarianos brasileiros excitadíssimos. Ouvindo o que está aí, vocês têm uma noção de quem é aquela gente. Zelaya havia acusado a existência de um complô judaico para matá-lo com gás e radiação de alta freqüência. Por incrível que pareça, alguns jornalistas brasileiros caíram na conversa. Já escrevi um post aqui em que demonstrei as raízes anti semita do bolivarianismo chavista. Ouçam o que vai aí. Abaixo, publico um tradução de trecho da fala.

"Às vezes, eu me pergunto se Hitler não teve razão de haver terminado com essa raça, com o famoso Holocausto. Se há gente que causa dano a este país, são os judeus, os israelitas. Eu quero, esta tarde, aqui na rádio Globo, dizer, com nome e sobrenome, quem são os oficiais do Exército judeu que estão trabalhando com as Forças Armadas de nosso país e que estão encarregados de fazer todas essas atividades de conspiração e ações secretas. E [quero dizer] tudo o que está acontecendo ao presidente da República. Depois que me informei, eu me pergunto por que não desejamos que Hitler tivesse cumprido sua missão histórica. Desculpem-me a expressão dura de repente. Porém eu me pergunto isso depois que fiquei sabendo disso e de outras coisas. Eu creio que teria sido justo e correto que Hitler tivesse terminado sua missão histórica”

Na opinião de vocês, uma rádio que tem um diretor que faz tal avaliação, no ar, estaria mesmo empenhada em
incitar a violência? Olhem, é com esse tipo de gente que se meteu o governo brasileiro; é essa metafísica influente que Lula e Celso Amorim se mostram dispostos a apoiar até o fim; é por gente que tem esse universo mental que o Brasil está se mobilizando. Estes são os apoiadores de Manuel Zelaya.