sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

O Rabino Shulam juntamente com os líderes do Ensinando de Sião gostaria de desejar a TODOS um feliz ano civil de 2011 com muitas bênçãos no Deus de Abraão, Isaque e Israel, na eterna e salvadora graça de nosso rei Yeshua.

Terminamos o ano com uma importante mensagem do Rosh Matheus Zandona sobre o verdadeiro Chamado Cristão. Esta mensagem foi ministrada no dia 25/12/2010 e aborda também a questão da celebração do Natal e seus simbolismos no mundo cristão. Postamos a mesma logo abaixo.

Um grande abraço e todos e Shalom,

Blog de ISRAEL

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010


Os rabinos Messiânicos Joseph Shulam (Israel) e Marcelo Miranda (Brasil), cantam o Kadish no Pátio da Inquisição - Coimbra - Portugal, onde centenas de Judeus foram queimados vivos durante a Inquisição Católica. Ambos os rabinos tiveram ancestrais que morreram neste local. Um momento histórico e também profético em prol do retorno dos ANUSSIM a ISRAEL. Veja abaixo:




quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Coisas para serem lembradas durante o “Natal” cristão

Grande parte da população mundial já começa a comemorar o nascimento de um judeu chamado Yeshua (mais tarde chamado Jesus), que nasceu de uma mãe judia chamada Miriam (chamada mais tarde de Maria). Como todo judeu,ele foi circuncidado ao oitavo dia de vida e viveu quase todos os seus dias na Terra de Israel. Morreu e ressuscitou em Jerusalém. Ele foi crucificado pelos romanos como "O Rei dos Judeus". Ele viveu como um judeu de acordo com a Torá e manteve todos os costumes judaicos do povo judeu. Todos os seus discípulos eram judeus e todos viveram de acordo com a Torá, incluindo a guarda do Shabat (sétimo dia) e as leis alimentares (Kashrút). De acordo com o Livro dos Atos, havia dezenas de milhares de judeus crentes em Yeshua em Israel, incluindo judeus ortodoxos. Todos os seus seguidores eram "zelosos da lei". Outros Judeus escreveram todas os feitos e ensinos da vida de Jesus, entre tais feitos a promessa em se fazer uma Nova Aliança com a casa de Judá e Israel, de acordo com o que foi dito pelo profeta Jeremias (cap. 31:31). Tal Aliança foi compilada e deu origem ao que é conhecido hoje como o “Novo Testamento”.

O primeiro grupo de seguidores de Jesus eram apenas Judeus. Foram esses apóstolos judeus que levaram as Boas Novas da graça do D'us de Israel para os não-judeus das nações da Terra. Um dos seguidores de Jesus chamado Shaul (chamado em latim “Paulus”), foi o apóstolo judeu escolhido por Jesus para ensinar aos gentios. Paulo descreve a si mesmo no Novo Testamento dizendo: "Eu sou judeu". Ele guardava a Torá e viveu todos os dias de sua vida mantendo os costumes e tradições de seus pais e seu povo (como Jesus e todos os judeus que o seguiam). Está determinado por D-us que Yeshua (Jesus) deverá retornar como o "Leão da tribo de Judá", ou seja, ainda como um judeu.

Infelizmente, esses fatos foram virtualmente escondidos pelos cristãos atrás de uma névoa de costumes e festividades de origens pagãs as quais estão repletas de anti-semitismo. Mas, me alegro em ver que este véu está lentamente sendo retirado do rosto de muitos cristãos, e esse fato também ajudará a retirar outro véu que também está sobre os olhos do meu povo, o povo judeu. Este meu povo está agora novamente reunido por Deus na Terra Prometida e de posse novamente de Jerusalém, após 2000 de exílio. Muitos desses judeus hoje em Israel são verdadeiramente zelosos para com o D-us de Israel e aguardam diariamente e fielmente a vinda do Messias.

Por isso, peço a todos: orem para o povo judeu e pela paz de Jerusalém!

Shalom,

Elhanan Ben Avraham
Jerusalém - ISRAEL