segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Lista de Oração de Jerusalém, 25 de outubro, 2012.


Por Joseph Shulam – De Hong Kong

Shalom, queridos parceiros de oração. A palavra chave é “parceiros” – quando você ora por alguém sinceramente e apresenta a Deus os problemas de outra pessoa pedindo-LHE para abençoá-la – você está realmente fazendo várias coisas ao mesmo tempo: 1) Você está lançando um voto a favor da pessoa por quem está orando. 2) Você está se identificando com a pessoa em sua necessidade e pedindo a Deus a solução. 3) Você está tomando posse das bênçãos de Deus sobre essa pessoa e com suas atitudes dizendo: Deus eu desejo ver este problema solucionado ou esta necessidade suprida, porque esta pessoa é importante para mim, e também porque quero ver a Tua misericórdia e a Tua graça manifestadas como um testemunho para essa pessoa e para todos aqueles que a conhecem.

Agradeço a todos pelas orações por nós e pela parceria nesta grande obra do Senhor na restauração tanto da comunidade de discípulos de Yeshua como também da igreja entre as nações.

Há muito mais que eu poderia falar, mas prefiro encurtar o assunto e apenas pedir a todos que orem pela comunidade em Jerusalém, pelo profundo processo de recuperação e restauração da visão e do zelo em nossa comunidade. Orem também pelas portas abertas que Deus está proporcionando para o ministério pioneiro na China. Amanhã, estaremos viajando para a China para ensinar em Wuhan e de lá para Najing, e tudo isso é apenas o começo.

Por favor, continuem orando por Abraham Goh de Cingapura. Este homem de 89 anos vem sofrendo já há um mês no Hospital. Seu filho não sai do seu lado também há um mês. O Senhor respondeu algumas de nossas orações e seu sangramento parou, mas agora ele está enfrentando uma grave infecção pulmonar. Estamos confiando em Deus para tudo e somos gratos a Ele por qualquer coisa que nos dê, porém, estamos orando pelo fim da infecção e por sua volta para casa.

Recebi também uma carta de uma mulher pedindo oração por seu filho que tem uma condição cognitiva muito séria e está sofrendo muito. O nome da família é Twentynine. Por favor, orem pela criança e por toda a família. Deus pode curar a criança e restaurar a paz em toda a família. Oro para que este caso sério seja tocado e curado por Deus e transforme-se em testemunho e um sinal do poder de Deus para os incrédulos.

Orem conosco por nossa irmã Ahuva que agora está em grande necessidade de alguém para ficar com ela e cuidar dela. Ahuva é uma das excelências da humanidade de Deus, ela está com 90 anos e foi pioneira dos grandes relacionamentos entre Finlândia e Israel. Ela é uma das primeiras em nossa congregação. Orem para que o Senhor envie a pessoa certa para ficar com ela e cuidar bem dela.

Orem para que o Senhor quebrante os corações de todos aqueles que precisam ser tocados para ofertarem para que possamos iniciar a construção do nosso prédio o mais rápido possível. Orem para que o restante das necessidades financeiras que temos para o prédio seja fornecido por aqueles que Deus vai tocar para ficar com a gente e nos permitir começar a construção em breve.

Por favor, orem por Marcia, Danah, Noaam, Barry, Joey, Beth, June, Horace, e toda a nossa família nos Estados Unidos.

Orem pelos judeus Anussim/Marranos que devem voltar para casa espiritual e fisicamente, isto é, retornando à sua fé e para a Terra de Israel. Temos alguns grandes desafios com o projeto Anussim e estamos trabalhando a respeito deles e orando pelo sucesso.

Continuamos a orar pela geração mais idosa que precisa de força e cura: Sarit, Ilana, Sara, Leah, Zvi, David S., Tim Tucker, Ruby, Paulo, e Liz. Também peço que orem por Pearl em Hong Kong. Ela é uma querida irmã no Senhor, que está doente e os médicos, basicamente, não têm muitas condições de ajudá-la clinicamente. Ela é a mãe de Tony do Hatikva – o rapaz que deu 7.000 relógios chineses da marca Hatikva – que significa a esperança e é o nome do hino nacional de Israel.

Não se esqueçam também de orar por Udi. Ele ainda está fazendo quimioterapia e não consegue trabalhar. Ele precisa de um toque das mãos misericordiosas de Deus em seu corpo e em sua vida. Queremos que ele volte ao trabalho curado, renovado, cheio de energia, e é isso que estamos pedindo a Deus – uma cura completa do melanoma.

A distribuição de alimentos aos pobres de Jerusalém está indo muito bem.

Obrigado a todos os nossos queridos parceiros de oração – continuem orando e nos apoiando nesta grande obra e desafios.

Joseph Shulam

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Lista de Oração de Jerusalém, 20 de outubro, 2012


Por: Joseph Shulam – De: Singapura

Nunca estive em um lugar tão totalmente diferente de Jerusalém, Israel. A diferença mais visível e marcante é que tudo o que é verde é grande. As árvores são grandes e suas folhas também e há jardins e flores e tudo é mais verde. A outra diferença é que a cidade é muito limpa, não quero dizer com isso que Jerusalém seja suja, mas Cingapura é mais limpa. As pessoas são sempre gentis, mesmo quando há questões sérias sobre a mesa a discussão é muito civilizada, em tom forte, mas gentil. Há muitas raças em Cingapura e também existem as comunidades religiosas clássicas, mas não parece haver o antagonismo que existe em outras partes do mundo entre esses grupos religiosos. Meu anfitrião me proporcionou um carro e motorista. O nome do motorista é Muhammad. Você pode adivinhar a que grupo religioso ele pertence. Ele disse que em Cingapura há paz e compreensão entre as diferentes comunidades, porque há tolerância zero para a discriminação racial e incitamento de ódio. Este não é um paraíso, mas é bom estar em um lugar como Cingapura.

A coisa mais interessante e emocionante sobre estar em Cingapura é o trabalho visível do Espírito Santo entre um grupo pequeno, mas poderoso de cristãos individuais. O que tenho visto nas pessoas que conheci aqui em dois dias é que há uma séria procura pela verdade.  Encontrei-me com alguns cristãos gestores de elite em economia, política, indústria, e até mesmo o ex-comandante da polícia de Cingapura. O interesse deles pela verdade bíblica e não pela igreja e pelas tradições denominacionais é, e deve ser a obra do Espírito Santo. É muito raro em minha própria experiência estar entre cristãos, mesmo pregadores e pastores que estejam verdadeiramente muito interessados em descobrir a verdade da Palavra de Deus e em buscá-la diligentemente. Na verdade, a minha experiência é que quando pregadores se reúnem para almoçar ou jantar um dos últimos temas que eles discutem é a Palavra de Deus. Esportes parece ser o tema preferido na maioria das conversas. Estou em Cingapura há três dias e ainda não encontrei um pregador ou pastor. Pode ser que amanhã terei sorte de encontrar alguns na igreja em que vou ministrar.  Ontem à noite ministrei por longo tempo a um grupo de cerca de 20 jovens, entre eles alguns adolescentes. Esses garotos eram afiados, atentos, envolvidos, muito respeitosos e educados, mesmo quando eu era um pouco duro com eles (para manter o bom humor) respondiam graciosamente. Neles também a fome e a abertura para aprender coisas novas da Palavra de Deus eram muito visíveis e claras.

 Vejo o mesmo acontecendo entre os jovens da nossa própria congregação em Jerusalém. Há um senso de urgência e de zelo pela verdade e pelo envolvimento com a obra do Reino. Nossa congregação perdeu nosso Hazan (Cantor) e, há algum tempo perdemos um dos nossos leitores da Torá e o segundo leitor é Udi que está muito doente agora e muitas vezes não pode vir à congregação e ler. Os jovens se mobilizaram e estão preparando e lendo o texto da Torá aos sábados. Temos um novo Hazan (Cantor) que também é leitor e líder de adoração. Assim, a lacuna foi fechada pelos nossos jovens que se levantaram para a tarefa e a têm desempenhado com tanta dedicação e com tal zelo que faz a nós da antiga geração nos sentirmos tão orgulhosos e incentivados!

Quero voltar ao primeiro ponto que é a fome pela verdade, o amor à mesma, e o zelo em estudar a Palavra de Deus para descobri-la. Nós, Civilização Ocidental, ainda estamos muito mergulhados na “cultura” Pós Moderna onde a verdade é relativa e muito menos importante do que a forma. No entanto, vejo que o Espírito Santo não tira férias e ainda está trabalhando intensamente. Quando viajo ao Extremo Oriente e à América do Sul vejo que a fome e a busca da verdade na Palavra de Deus é a maior força motriz conduzindo a geração mais jovem, a liderança, e produzindo crescimento. Aqui está alguns dos sintomas desta obra do Espírito Santo, a quarta onda de avivamento nas igrejas:

  1. Profundo desejo e amor por Israel. Isso não foi ensinado no currículo denominacional tradicional. É algo que as pessoas têm recebido pela Palavra de Deus e pela obra do Espírito Santo apesar de suas doutrinas denominacionais e tradições.

  1. Desejo de aprender hebraico e em alguns lugares, grego. Não estou falando de pregadores ou pastores que estudaram nos seminários e universidades. Estou falando de discípulos comuns do Messias, com empregos comuns, e donas de casa que têm filhos pequenos para cuidar.

  1. Cristãos que estão dispostos a passar uma ou duas noites por semana em pequenos grupos na casa de alguém abrindo suas bíblias e cavando a Palavra de Deus para saber o que realmente está escrito lá.

  1. Discípulos do Messias que não estão interessados mais em chafurdar na política da igreja e em preconceitos denominacionais e não se importam de receber em suas casas e estudos bíblicos pessoas de diferentes experiências denominacionais, contanto que a Palavra de Deus seja o centro de sua discussão.

Estou certo de que há outras características para descrever este fenômeno do que o Espírito Santo está operando esses dias no Extremo Oriente e que deve estar em outros lugares, mas agora pode ser que  essas características sejam suficientes para você se questionar se isso é algo que gostaria de ver acontecer em seu dia-a-dia. O desenvolvimento de um amor de verdade é absolutamente essencial para uma caminhada fiel com o Senhor. “A vinda do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios da mentira, e com todo engano de injustiça aos que perecem, porque não acolheram o amor da verdade para serem salvos. É por este motivo, pois, que Deus lhes enviará a operação do erro, para darem crédito à mentira, a fim de serem julgados todos quantos não deram crédito à verdade; antes, pelo contrário, deleitaram-se com a injustiça.” (2 Ts 2:9-12)

Quando uma pessoa, uma igreja, ou uma denominação pára de amar a verdade incorre em grave perigo de que lhes seja enviado um forte engano para que possam acreditar em uma mentira e sofrer as conseqüências. A história está cheia de exemplos deste fenômeno e todos nós devemos estar cientes deste perigo para nós mesmos e para as nossas comunidades. Peço a Deus com profundo temor por mim próprio e por nossa comunidade para nunca deixarmos de amar, de procurar a verdade e de sermos honestos sobre isso. Um dos maiores perigos para a verdade é uma grande mentira que diz: - “Eu tenho a minha verdade!” – Não há tal coisa como “Minha verdade”. A verdade, por definição, é algo que deve ter comprovação de fatos e testemunhas. Alguém pode dizer: “Eu não estou doente, não tenho problemas mentais”, mas ele toma medicamentos para transtorno mental. Ele está doente ou não? Os maiores enganos são aqueles auto-infligidos e que podem ser verdade para os indivíduos, denominações, congregações, e às vezes até para nações. Eu peço a Deus para proteger a todos nós desse engano e para aumentar o amor pela verdade em todos nós, em nossas comunidades, e em nossas nações para que andemos na verdade e sejamos livres. Como diz o Senhor: “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”. A chave para esta afirmação é o enfático, “conhecereis a verdade”.  A única maneira de saber que você conhece a verdade é examinando os fatos. Sugiro que todos nós trabalhemos um pouco mais para descobrir os fatos e fugir dos mitos e dos “contos da carochinha”.

De Cingapura, se Deus quiser voarei para Hong Kong e de lá para a China para ensinar em dois seminários. Os estudantes da China são extremamente talentosos e têm grande zelo em aprender a Palavra de Deus. Eu estou entre os primeiros israelenses, e discípulos judeus de Yeshua a chegar à igreja oficial da China com uma mensagem de Restauração. Tony, e nossos queridos líderes coreanos se juntarão conosco nesta viagem à China e todos nós precisamos de seu apoio e de suas orações para esta viagem. Isso é extremamente importante porque estamos entre os primeiros a enfrentar o desafio e temos a carga de compartilhar o conceito de Restauração e do lugar de Israel no plano de Deus para a salvação a esta grande igreja da China.

Continuamos a orar por Udi. O nódulo dele encolheu significativamente e todos nos alegramos por isso. Ele ainda tem um longo caminho a percorrer e devemos continuar orando e apoiando-o, clamando ao Senhor por sua cura.

Em Cingapura, eu visitei o Sr. Abraham Goh no hospital.  Ele tem 96 anos, sua mente está afiada e muito cognitiva, mas seu corpo precisa de um toque da graça de Deus para cura. Por favor, orem por ele. Este homem é necessário aqui por alguns anos mais. Apesar de sua idade avançada há coisas que ele precisa fazer para sua família. Estou orando e peço a todos que orem rogando ao Senhor para acrescentar ao menos alguns anos à sua vida plena e rica Nele.  

Por favor, continuem a orar pela Rádio Kol HaYeshua. Recebemos algumas respostas interessantes de judeus religiosos que foram motivados através da Rádio a pesquisar, estudar a Palavra de Deus, e olhar para o Messias. Precisamos de mais energia, zelo e ensino concentrado para a Kol HaYeshua e para isso eu preciso estar mais em casa e ter mais paz de espírito. Orem por Oleg, que assumiu a responsabilidade total da Kol HaYeshua enquanto Udi está fora por motivo de doença. Ele está fazendo um bom trabalho, mas precisa da ajuda de Deus, como todos nós.

Falei a respeito da poda que nossa congregação está passando. Posso confessar-lhes que isso é muito difícil, mas também é muito necessário e há dor e alegria ao mesmo tempo. Os ramos tiveram que ser tirados para que novos e saudáveis ramos possam crescer. Estamos em oração e cheios de esperança pela renovação e revitalização que está chegando ao Netivyah e à congregação Roeh Israel e abençoamos a todos aqueles que saíram com uma medida cheia da bondade de Deus e de boa saúde. Precisamos de suas orações por esta fase de transição, de reconstrução e replantação, em que vemos um crescimento saudável chegando. Por favor, orem por nós dos quatro cantos do mundo, e também por Jerusalém e pela situação em todo o Oriente Médio.

Estamos em negociação para o início da construção de nosso prédio. Ainda necessitamos de mais fundos. O Bom Deus nos abençoou com a maioria dos fundos de que precisamos para a construção, mas agora precisamos de fundos para o interior, cozinha, móveis, ar condicionado, canalização e acabamentos. A soma que precisamos agora é de pelo menos 500.000,00 dólares. Tenho certeza de que o Senhor pode tocar alguns de vocês para contribuir com essa tarefa muito importante que será um testemunho e um local para os discípulos de Yeshua adorarem a Deus e aprenderem a Sua Palavra em Jerusalém, em um ambiente e estilo judaicos, e com a ênfase na congregação do primeiro século, isto é, assim como foi em Jerusalém nos tempos antigos, será agora em nosso tempo.

A distribuição de alimentos está indo muito bem e estamos alimentando um grande número de pessoas toda semana. Os alimentos distribuídos a cada família são suficientes para a semana toda. Yuda está realizando um grande trabalho juntamente com Nancy, Ludmila, Oleg, e às vezes, Daniel e Hannah na gestão das pessoas e a quantidade de produtos para cada semana. Orem por estes excelentes trabalhadores e por aqueles que vêm receber os alimentos. Oremos para que Deus abençoe a cada um deles, a fim de que tenham condições de repartir com outros e não precisem receber alimentos de nós ou de outros que estão fazendo o mesmo tipo de trabalho tão importante para os pobres de Jerusalém.

Continuem a orar pelos doentes crônicos entre nós: Ahuva, Leah, Ilana, Miriam, Sarit, Tanya, Liz, Paulo, Tim Tucker, Satu-Maria, Sara, Zvi, David. S., e Marcia.

Não se esqueçam de orar também por Danah, minha filha, e Noaam, minha neta. Elas necessitam de oração por saúde e por solução de problemas.

Todos nós devemos orar pela situação política em nossos países. Haverá eleição nos Estados Unidos em novembro e, em janeiro, em Israel. Oremos para que a mão de Deus possa dirigir e nomear os líderes certos para o nosso tempo nos dois países. Oremos também pela Síria e todo o mundo árabe, que está passando por mudanças tão dramáticas e grandes desafios nestes dias. Na Síria, o número de mortos ultrapassou 25.000 pessoas, a maioria das quais são civis, mulheres, crianças e homens idosos. Oremos para que a Rússia, China e Estados Unidos possam despertar suas glândulas humanitárias e fazer alguma coisa para parar a guerra na Síria e proteger o rei da Jordânia e as pessoas que realmente querem a paz e a liberdade para suas nações. Esta é uma oração importante para o bem de todo o Mundo, e os discípulos de Yeshua devem orar com todo o coração pelo mundo inteiro e não apenas por nossas próprias necessidades locais e pessoais.

Bênçãos a todos vocês e muito obrigado por estarem com o Netivyah e com Israel,

Joseph Shulam

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Lista de Oração de Jerusalém, 3 de outubro, 2012


Por Joseph Shulam

Estamos no meio da Festa das Cabanas ou como algumas pessoas a chamam, a Festa dos Tabernáculos. Em hebraico esta festa é chamada de “Sucot”, e é uma das três principais festas da Bíblia. Ela é chamada também  a Festa da Colheita. A razão pela qual ela é chamada de Colheita é porque é a última festa antes do inverno chegar e após a primavera e verão, quando as culturas dos campos e das vinhas já estão recolhidas aos armazéns e aos silos e os tonéis de vinho também estão cheios. Precisamente neste momento de fartura e tranqüilidade a ordem é deixar sua casa permanente e confortável com um bom telhado que não tem goteiras quando chove e com janelas que bloqueiam os ventos, para construir uma estrutura temporária sem teto e sem janelas na qual você não estará protegido da chuva nem do vento.  Bem, existem alguns aspectos muito importantes nesta Festa de Sucot – Cabanas – Tabernáculos. Em primeiro lugar, Sucot é a celebração da nossa igualdade e unidade.  O ano todo nós moramos em casas, algumas são ricas, casas de campo, castelos, e algumas são pobres, lotadas e em ruínas. Quando construímos a Sukkah e comemos dentro dela – somos todos iguais e  ficamos  todos molhados quando chove.

Em segundo lugar, habitar na Sukkah é um lembrete para nós de que nesta vida somos todos turistas, peregrinos, nômades, vagando por esta terra árida. Não temos residência permanente neste mundo. Não temos coisa alguma em que nos apoiar neste mundo a não ser no Senhor nosso Deus. Essa ideia de que somos estrangeiros neste mundo e que estamos aqui só de passagem é algo de uma importância tão grande. Não podemos realmente aprender a confiar em Deus e em Suas promessas se primeiro não aprendermos a nos desligar e deixar de confiar em nossas coisas, casas e contas bancárias. Sucot é a última festa para nos lembrar de que somos todos como violinistas no telhado, nada é estável e nada é permanente neste mundo. O Apóstolo Paulo diz a mesma coisa de modo muito moderno: “Não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que não se vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que não se vêem são eternas” (2 Cor. 4:18).

O terceiro ponto muito importante em Sucot  é o uso das “Quatro Espécies”. Ele é baseado no texto em Levítico 23:40 que diz: “No primeiro dia, tomareis para vós outros frutos de árvores formosas (cidra), ramos de palmeiras, ramos de árvores frondosas e salgueiros do riacho; e, por sete dias vos alegrareis perante o Senhor vosso Deus”. Essas quatro plantas, de acordo com a tradição judaica, devem ser seguradas em uma mão e balançadas em todas as direções.  Os gregos tinham uma divisão em duas partes – o preto e branco, o bom e mau, e nada mais. Os hebreus dividem a humanidade em quatro espécies – um que é bom, que tem bom cheiro e bom sabor – a cidra. O outro é sem cheiro e sem sabor – o salgueiro. O terceiro está, na verdade, na zona cinzenta – ele não é bom nem ruim – tem sabor e não tem cheiro, a tâmara. A quarta espécie é a murta que também é cinzenta – tem bom cheiro e não tem sabor. Quando uma pessoa tem as quatro espécies em sua mão, ela demonstra que estamos todos unidos e que cada um preenche o que falta no outro, então, quando estamos todos juntos, temos todos, bom cheiro e bom sabor. Esta é também uma lição muito importante que todos nós temos de aprender repetidamente.

O segundo significado das quatro espécies é a unificação do nome de Deus. Como você sabe que o nome de Deus em hebraico tem quatro letras, em grego é chamado “Tetragrammaton”, palavra que significa “quatro letras”. Então, quando um judeu segura essas quatro espécies em sua mão e sacode-as em todas as direções o que ele realmente tem em sua mente é unir o nome de Deus e estar unido com a identidade da Unidade de Deus. Isto é algo tão especial e significativo, participar na apresentação da unidade de Deus e demonstrar essa união através destas quatro espécies que complementam uma à outra.

A última coisa na Festa de Sucot está também no último dia da festa, como relatado no capítulo 7 do Evangelho de João – o último dia é a celebração da Torá (a Lei de Moisés) e também a festa de água. Há uma celebração da Torá de Deus e também da mudança de redação na oração. A partir deste dia – o último dia de Sucot começamos a orar diariamente por chuva.  Foi neste dia e nesta celebração que Yeshua disse aos Seus discípulos, conforme está escrito: “No último dia, o grande dia da festa levantou-se Yeshua e disse em alta voz: Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva” (João 7:37-38).

Então, você tem aqui um pouco do significado de Sucot – a Festa das Cabanas ou dos Tabernáculos.

Logo após o último dia da festa, temos uma mini-conferência para o planejamento do próximo grande evento para os judeus Marranos/Anussim. Teremos uma conferência de três dias e sessão de planejamento para a conferência principal. Teremos pessoas de vários países se reunindo para orar e planejar. Nós precisamos de sua oração por esta conferência para que seja bem sucedida e façamos planos práticos e sensatos. Queremos ter um grande evento que vai influenciar Israel a abrir as portas para esses descendentes de judeus que foram obrigados a se converter ao catolicismo.

Por favor, orem pela viagem que Márcia estará fazendo na próxima semana após a Festa dos Tabernáculos. Ela estará indo ao Ocidente para estar com Danah e em seguida visitar Barry e seus pais no leste do Tennessee. Eu irei para Singapura, primeiro, e, em seguida, para Hong Kong e de lá para a China, Coréia, e Japão. Estas viagens são longas e eu preciso de suas orações e ajuda para me manter saudável e forte e realizar um bom trabalho apresentando a Palavra de Deus.

Fizemos a licença de construção definitiva e agora estamos numa correria procurando um local para alugar para a congregação , temos que encontrar imóveis de aluguel para as lojas que estão garantidas por “depósito” de arrendamento em nossos edifícios,  temos que alugar um local para armazenamento, e todas essas coisas demandam  tempo e dinheiro. Sem a ajuda de Deus tudo será tão difícil! Precisamos de Sua intervenção e ajuda, por isso temos que clamar pelo Nome do Senhor rogando Suas bênçãos sobre nós na execução dessas tarefas. Esperamos começar a construir no início de 2013.

Com as bênçãos do Senhor vêm sempre os ataques do outro lado. Temos algumas graves perturbações em nossa congregação, mas ao longo do tempo tudo concorre para o bem daqueles que amam o Senhor. Esta é uma época de poda em nossa congregação e de concentração na preparação da próxima geração. Precisamos de suas orações por sabedoria e dedicação para conseguirmos manter a maioria de nossos membros, especialmente os jovens adultos e as famílias jovens ajudando-os a desenvolver seus dons e talentos. Quando o edifício estiver construído e terminado esperamos ter uma forte estrutura de jovens dedicados, disciplinados e treinados para avançar e crescer como profissionais em todas as áreas e dar um bom testemunho de sua fé.

Continuamos a orar pelos idosos e doentes em nossa congregação e entre os nossos amigos ao redor do mundo que nos pedem para orar por eles.

Em Jerusalém, temos as seguintes pessoas que precisam de oração por cura: Zvi e Sara, Sarit, Ahuva, Ilana, Leah, Marcia, David S., David K., e Tatiana. Em outras partes do mundo – continuamos a orar por Tim Tucker, Anne, Paulo, Liz, família Ishiida, Sra. Sadako, Danah, e Noaam.

Pedimos a todos que continuem a orar pelas finanças do edifício. Nós vamos ter que alugar um local para a congregação e também duas lojas para os inquilinos de arrendamento e tudo isso tem que acontecer antes de iniciarmos a construção.

Orem por Israel e por todo o Oriente Médio – tudo parece estar em crise entre todos os nossos vizinhos e Israel está no meio desse mar de ódio, de motins, de assassinatos, e sem a ajuda de Deus não temos chance alguma de sobreviver. O Irã é uma verdadeira ameaça para Israel e para a calma na região. Há duas orações que eu faço por Israel: A primeira – é para que nós, como nação nos arrependamos e busquemos o Senhor com todo o nosso coração e alma. Se nos arrependermos e voltarmos para Deus – eu creio que Ele vai cuidar de nossos inimigos como Ele fez nos dias de Moisés e Josué.  A segunda, é para que Deus opere um milagre e destrua nossos inimigos como Ele fez com o exército de Faraó na travessia do Mar Vermelho. Estou orando a Deus para fazer isso pela segunda vez. Um bom terremoto poderia resolver o problema da construção nuclear do Irã. Toda a instalação subterrânea para enriquecimento de urânio pode entrar em colapso em poucos segundos. Deus pode fazê-lo e Ele fez isso no passado para salvar Seus filhos.

Por favor, orem por todos nós, pelo trabalho do Netivyah e pela Congregação Roeh Israel. Estamos todos passando por transição e isso nem sempre é fácil.

Bênçãos a todos vocês e uma grande e maravilhosa alegria no Senhor,

Joseph Shulam